Motores elétricos: chaves para uma manutenção correta

Tabela de Conteúdos

Os motores elétricos são parte importante do equipamento de uma empresa. São usados com fins industriais, comerciais e residenciais, e permitem o funcionamento de trens, automóveis, compressores, sistemas de bombeamento, entre outros. Independente da indústria, este tipo de propulsores cumpre um papel chave para a produtividade, assim como sua manutenção.

Em um esforço para mantê-lo funcionando sem interrupção, a manutenção deve ser realizada de forma consistente e planejada para evitar futuros problemas. Ainda que se possa interpretar que o funcionamento de um motor elétrico pode ser tão ou mais simples do que um motor de combustão interna, a má manutenção é uma condenação para esses tipos de motores, uma vez que dificilmente podem retornar ao seu estado original, a menos que sejam substituídos quase todos de seus componentes internos, o que facilmente nos leva a concluir que o custo de uma falha não é menor.

Por isso, a chave é buscar que os motores elétricos entreguem seu máximo potencial, pelo maior tempo possível. E, para isso, é necessário realizar um planejamento estratégico da manutenção, como revisaremos aqui.

Como são os motores elétricos

O princípio básico de um motor elétrico consiste em ser uma máquina rotativa composta por um estator e um rotor que, por meio da ação de campos magnéticos gerados em suas bobinas, convertem energia elétrica em energia mecânica.

Considerando a importância da preservação do meio ambiente, uma grande vantagem dos motores elétricos é que eles não contaminam. E, em termos operacionais, se destacam a sua velocidade constante, alto rendimento, ventilação autônoma que dispensa refrigeração ou ventilação externa e mais eficiência do que seus equivalentes de combustão.

Chaves para proteger um motor elétrico

A conservação dos motores elétricos é um aspecto fundamental para as empresas, devido a sua condição de uso contínuo. Por essa razão, tanto os componentes elétricos como os mecânicos que são expostos ao desgaste e contaminação com elementos externos devem ser cobertos.

Componentes elétricos como enrolamentos ou escovas precisam de manutenção periódica e medições onde é feita uma revisão de conexão, substituição de peças com desgaste.

Existe uma série de instrumentos que são imprescindíveis para o trabalho de manutenção de motores elétricos, entre eles o megôhmetro, microohmímetro, multímetro e osciloscópio. Graças a eles, é possível obter valores de isolação, continuidade, frequência, corrente, tensão, potência e formas de onda.

Por sua vez, rolamentos, eixos, caixas e outros componentes mecânicos de motores elétricos, devem ser submetidos a uma diretriz de manutenção que considere a limpeza, ancoragem das peças e medidas que permitam avaliar a velocidade, o equilíbrio do rotor, o torque aplicado, por carga e temperatura.

Qual manutenção realizar?

Existem duas maneiras de escolher a manutenção de qualquer motor elétrico. Seja preventiva ou corretiva, ambas buscam garantir seu correto funcionamento, evitando ou consertando falhas e estendendo ao máximo sua vida útil. No entanto, existem diferenças entre uma e outras.

A manutenção preventiva, como o próprio nome indica, é realizada periodicamente e tem como objetivo evitar quebras que interrompam o funcionamento do motor. Deve ser realizada de forma planejada, verificando o funcionamento e realizando os procedimentos de regulagens, lubrificação, revisão e substituição de peças, seguindo as recomendações do fabricante com base na carga de trabalho do motor.

A opção de manutenção corretiva entra em ação quando há uma falha no motor que interrompe o seu funcionamento ou provoca danos que impeçam sua pela operação. Dada a sua natureza imprevisível, é importante minimizar seu efeito. Para isso, é imprescindível ter as peças sobressalentes necessárias para a reparação e pessoal qualificado para realizar os trabalhos no menor tempo possível.

Quando se trata de motores elétricos, é aconselhável priorizar a manutenção preditiva sobre a corretiva. Em primeiro lugar, porque a realização de revisões periódicas reduz a margem de possíveis falhas e garante que trabalham sempre com o melhor das suas capacidades. E por último, porque quando um motor elétrico começa a falhar, é tarde demais.

Pauta para manutenção efetiva de um motor elétrico

Existe uma série de conselhos que devem ser seguidos para realizar a manutenção de um motor elétrico de uma maneira efetiva e que vamos compartilhar a seguir:

1. Revisão visual de cada componente

Um simples tour virtual de um motor elétrico é suficiente para identificar detalhes importantes que requerem manutenção.

A observação ocular permite descobrir indícios de superaquecimento e outras condições indutoras de falhas. Porém, os outros sentidos também desempenham um papel fundamental, detectando odores, ruídos excessivos, vibrações, entre outros sinais.

2. Detecção de vibrações

As peças em movimento que compõem um motor elétrico podem gerar ruídos e vibrações nocivas que afetam o seu ótimo funcionamento.

No geral, as vibrações são produzidas nas partes mecânicas desses propulsores e não são fáceis de detectar. Uma forma de identificá-los é mover o motor desconectado das peças e realizar alguns testes com instrumentos que ajudem a identificar o que provoca a vibração.

3. Funcionamento de rolamentos

Os rolamentos são responsáveis pelo movimento de alguma peça, portanto, se apresentam ruídos ou vibrações, podem estar indicando problemas potenciais.

Lubrificação insuficiente, acúmulo de poeira e desgaste são algumas das causas mais comuns, bem como o superaquecimento de uma caixa de mancal.

En algunos casos, una simple limpieza y engrase o lubricación puede resolver el problema, pero muchas veces hará falta el cambio de rodamientos para realizar el mantenimiento, por lo que se recomienda conocer los requisitos de cada tipo de rodamiento para ejecutar el trabajo correspondiente.

4. Limpeza e lubrificação periódicas

A temperatura é a chave para o funcionamento de um motor. E quanto maior o calor gerado, maior o risco de problemas. A poeira também é inimiga dos motores elétricos, pois funciona como isolante e provoca aumento de temperatura e maior desgaste nos mancais. Junto com a ferrugem, também afeta interruptores e contatos, por isso devem ser limpos muito bem.

A corrosão também é um fator de risco a ser evitado, portanto, cada componente precisa ser lubrificado para protegê-lo. Porém, o excesso de lubrificação afeta os enrolamentos, por isso o lubrificante deve ser aplicado na medida correta.

5. Teste o enrolamento do motor

O superaquecimento de um enrolamento é um risco de danos graves. Para testar um enrolamento é necessário desmontar o motor. Desta forma, podem ser detectadas falhas ou falhas nos enrolamentos.

A recomendação aqui é rebobinar o motor. Testar o isolamento revela informações sobre o nível de resistência.

Software de manutenção: um aliado imprescindível

Assim como em outros equipamentos, o trabalho de manutenção de um motor elétrico é vital para a produtividade de uma empresa e requer atenção especializada para uma gestão eficiente.

Dadas as grandes cargas de trabalho e o volume de informações que devem ser tratadas na gestão da manutenção de um motor elétrico, ter um software de suporte ao trabalho humano é fundamental.

Por ter esse tipo de suporte digital, há uma série de funções que podem ser executadas de forma mais rápida e precisa:

  • Suportar o status atual de cada motor
  • Gerar um registro de trabalho de manutenção
  • Coletar relatórios de falhas
  • Planejar e programar a manutenção
  • Gerar ordens de serviço automáticas
  • Controlar e medir o trabalho de cada profissional encarregado dessas tarefas
  • Gerenciar estoque de peças de reposição

A vantagem de contar com um software para a manutenção de um motor elétrico permite organizar, planejar, medir e corrigir o trabalho de uma forma mais rápida e eficiente, otimizando os recursos humanos e técnicos de uma empresa.

Devido à multiplicidade de opções, é importante avaliar o tipo de solução que se deseja, considerando que existe a possibilidade de customizar o software para atender aos requisitos específicos de uma empresa.

Pela facilidade de uso e rapidez no processamento das informações, o suporte de um programa digital é de grande ajuda quando se trata de evitar falhas inesperadas que podem comprometer todo o funcionamento de uma empresa, simplesmente por causa de uma falha em um rolamento ou outra peça de um motor elétrico.

A manutenção desse tipo de equipamento, assim como de outros que afetam a produtividade de uma organização, acaba sendo uma decisão estratégica fundamental. Portanto, ter um plano para levar adiante esse trabalho deve ser um pilar nas decisões dos executivos para evitar surpresas desagradáveis.

Assuma o controle de suas ordens de serviço

Com a plataforma nº 1 para digitalizar tarefas

Você pode gostar também

Visite-nos e junte-se à Revolução Digital com DataScope

Aprenda a abandonar o papel hoje mesmo!

Sobre o autor

Antonio Frieser
Antonio Frieser

Compartilhe Em

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Gostou deste artigo?

Assine nosso boletim informativo e enviaremos conteúdo como este diretamente para o seu e-mail, uma vez por mês com todas as novidades.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Digitalize suas
Ordens de Serviço

Elimine a papelada, automatize seus processos e mantenha o controle de seus dados.