O que é a ISO 50001?

Tabela de Conteúdos

Esta norma especifica os requisitos para estabelecer, implementar, manter e melhorar um sistema de gestão de energia, cujo propósito é permitir que uma organização siga um foco sistemático para conseguir uma melhora contínua de rendimento energético.

A certificação segundo a norma ISO 50001 garante que qualquer organização conte com um sistema de gestão energética saudável, reduzindo o consumo energético, o impacto do meio ambiente e aumentando a rentabilidade.

ISO 50001 é uma norma internacional voluntária desenvolvida pela ISO, a Organização Internacional de Normalização que proporciona requisitos para estabelecer, gerenciar e melhorar seu consumo e eficiência energética. Este padrão é reconhecido como um sistema confiável e eficaz para a gestão e eficiência energética.

O padrão ISO 50001 tem como objetivo:

  • Promover as melhores práticas e comportamentos de gestão energética.
  • Facilitar a comunicação sobre a gestão dos recursos energéticos.
  • Entregar assistência para priorizar a implementação de novas tecnologias energeticamente eficientes.
  • Facilitar a otimização da gestão energética que leva à redução da emissão de gases efeito estufa.

ISO: uma breve história

ISO significa International Organization for Standardization, o órgão responsável por estabelecer e implementar mais de 11.000 padrões diferentes em todos os tipos de aplicações. Foi criada em 1947 para desenvolver padrões de engenharia e processos industriais.

A ISO 50001 foi publicada pela primeira vez em 2011 e vários padrões relacionados ao gerenciamento de energia foram publicados desde então.

Como um padrão de sistema de gerenciamento ISO, é compatível com outros MSS amplamente populares, como ISO 9001 para sistemas de gerenciamento de qualidade, ISO 14001 para sistemas de gerenciamento ambiental e muito mais.

Como funciona a norma ISO 50001?

ISO 50001 é baseada no modelo de sistema de gestão de melhoria contínua e proporciona um marco de requisitos para que as organizações:

  • Desenvolvam uma política para um uso mais eficiente da energia.
  • Estabelecer metas e objetivos para cumprir.
  • Utilizar dados para compreender melhor e tomar decisões sobre o uso de energia.
  • Monitorar processos e medir os resultados.
  • Revisar como está funcionando a política energética atual.

Há dez componentes principais em ISO 50001: 2018:

1. Alcance

Esta cláusula detalha o escopo da norma internacional, que inclui requisitos de planejamento, implementação, manutenção e atualização de um sistema de gestão de energia (SGE), bem como comunicações eficazes.

2. Referências normativas

Não há referências normativas dentro da norma e esta cláusula se refere à manutenção do mesmo esquema de numeração que todas as outras normas no sistema de gestão ISO.

3. Termos e definições

Esta seção fornece definições formais de termos importantes usados ​​em todo o padrão.

4. Contexto da organização

Esta cláusula estabelece o contexto do EnMS. Primeiro, você deve identificar os problemas externos e internos e as necessidades e expectativas de seus stakeholders.

Esta cláusula também inclui a determinação do escopo do sistema de gestão de energia, que deve esclarecer os limites aplicados pelo SGE. Além disso, esta cláusula exige que você estabeleça, implemente e melhore continuamente o sistema de gestão de acordo com os requisitos da norma.

5. Liderança

Esta cláusula trata da função da “alta administração”, que se refere à pessoa ou grupo de pessoas que está no comando da organização no nível mais alto. O objetivo é mostrar liderança e comprometimento integrando o EnMS à estratégia geral da empresa.

6. Planejamento

Esta seção se concentra em como uma organização planeja ações para lidar com os riscos e oportunidades identificados na cláusula 4. Ela se concentra no desenvolvimento e uso de um processo de planejamento.

Os requisitos desta cláusula incluem o estabelecimento dos objetivos do sistema de gestão de energia. Há também um foco na revisão de energia que avalia quais tipos de energia bem como qual a organização usa.

7. Suporte

Esta cláusula tem a ver com a execução dos planos e processos que permitirão que sua organização cumpra com suas responsabilidades de EnMS. As organizações precisam estabelecer a competência necessária das pessoas que executam trabalhos que afetam o desempenho do sistema de gestão. Eles devem receber treinamento adequado para cumprir suas obrigações com eficiência. Além disso, as organizações devem garantir que todas as pessoas que executam trabalhos sob o controle da organização estejam cientes da política de energia e das implicações do não cumprimento do EnMS.

8. Operação

Esta cláusula descreve os requisitos que seu EnMS deve atender para obter uma certificação bem-sucedida.

Esta cláusula cobre:

• Planejamento e controle operacional

• Projeto

• Aquisições

9. Avaliação de desempenho

Trata-se de medir e avaliar o desempenho energético e o sistema de gerenciamento de energia para garantir que seja usado de forma eficaz e ajudar sua organização a melhorar continuamente o gerenciamento de energia. Você precisará considerar o que deve ser medido, os métodos usados ​​e quando os dados devem ser analisados ​​e relatados. Você também precisará ter um plano de coleta de dados de energia.

10. Otimização

Esta cláusula requer melhoria contínua da adequação e eficácia do SGE, portanto, você deve determinar e identificar oportunidades de melhoria contínua do sistema de gestão de energia.

Convém que as organizações também identifiquem se existem ou podem ocorrer não conformidades, a fim de saber como reagir a elas e ser capaz de minimizar seus efeitos.

Por que a ISO 50001 é importante?

Se você estiver operando qualquer tipo de negócio de gerenciamento ambiental ou de energia, deve adotar a ISO 50001 porque ela pode ajudar sua empresa a aumentar a eficiência e reduzir o uso de energia.

ISO 50001 é baseada nos princípios de melhoria contínua; portanto, a implementação desse padrão pode ajudar sua empresa a identificar oportunidades de eficiência energética.

Benefícios da norma ISO 50001

A adoção da ISO 50001 representa um investimento estratégico em sustentabilidade e eficiência energética. As empresas usam esse padrão para obter economia no uso de energia, otimizar procedimentos padrão existentes, obter vantagem competitiva e executar estratégias eficazes de gerenciamento de risco.

Ao adotar a ISO 50001, uma organização trabalha em direção a metas importantes e que valem a pena.

Aqui estão algumas das vantagens de obter a certificação ISO 50001:

Redução do impacto ambiental

Usando a energia de forma mais eficiente, sua empresa pode reduzir os gases de efeito estufa que causam o aquecimento global. Um sistema de gerenciamento de energia eficaz ajuda as organizações a atingirem seus objetivos verdes, mas também as ajuda a economizar dinheiro em matéria-prima e energia.

Gerenciamento de energia aprimorado

Ao melhorar continuamente os processos relacionados à energia, sua organização pode permanecer na vanguarda do desenvolvimento de tecnologia de energia e preparar o caminho para atingir seus objetivos. A melhoria contínua também mantém sua organização a par dos novos desenvolvimentos e permite que você monitore cuidadosamente cada processo e reduza as não conformidades antes que se tornem grandes problemas.

Economia financeira

Reduzir o uso de energia e melhorar a eficiência ajudará sua organização a reduzir custos, obter maiores margens de lucro e obter vantagens em mercados competitivos. Em alguns países, as organizações que reduzem o uso de energia se beneficiam de impostos mais baixos sobre o carbono.

Melhore a reputação da sua organização

As credenciais ambientais podem melhorar a reputação de sua organização entre as partes interessadas internas e externas, quando você obtém um padrão ambiental amplamente reconhecido, como ISO 50001. O número de empresas certificadas aumentou recentemente porque as empresas estão mais conscientes dos benefícios associados a ele. A certificação ISO 50001 ajuda as organizações a se destacarem em seu setor e a construir uma sólida reputação de responsabilidade ambiental.

A certificação ISO 50001 é adequada para sua organização?

Se a sua organização deseja controlar a maneira como usa a energia e gerenciar os custos relacionados de maneira mais eficaz, a certificação ISO 50001 é a certa. É particularmente benéfico para organizações com gasto significativo de energia.

Se você já tem um sistema de gestão ambiental ISO 14001, será mais fácil obter a certificação ISO 50001. ISO 14001 é a norma internacional que especifica os requisitos para um sistema de gestão ambiental (EMS) eficaz e fornece uma estrutura de requisitos de desempenho.

Como obter a certificação ISO 50001?

Você pode obter a certificação para obter alguns dos benefícios listados acima ou para atender aos requisitos de um cliente específico ou auditoria governamental.

Para obter a certificação, você deve primeiro implementar um sistema de gerenciamento de energia de acordo com a norma ISO 50001 mais atual e, em seguida, ter o EnMS auditado por um auditor certificado pela ISO. Se a auditoria for bem-sucedida, você obterá uma certificação que normalmente dura três anos. Após esse período, será necessário certificar novamente.

Tecnicamente, apenas as organizações podem se tornar certificadas pela ISO 50001. Indivíduos podem se tornar auditores certificados para conduzir auditorias para organizações externas. As organizações também podem ser auditadas informalmente, mesmo internamente, para avaliar sua implementação da ISO 50001, mas isso não levará à certificação.

Existem três tipos principais de auditoria ISO, que são:

Primeira parte (interna)

As auditorias de primeira parte também são conhecidas como auditorias internas porque a organização as realiza informalmente para avaliar os pontos fortes e fracos do sistema de gestão, bem como para verificar se os requisitos da norma foram ou não atendidos.

Segunda parte (externa)

Auditorias de segunda parte são auditorias externas realizadas a pedido de clientes de organizações contratadas, para avaliar a qualidade ou conformidade de produtos ou serviços específicos. Esses tipos de auditorias são usados ​​para garantir que os fornecedores estão fazendo o que devem fazer, de acordo com os contratos.

Terceiro (certificação)

Estas auditorias são aquelas que visam a obtenção da certificação ISO e devem ser realizadas por pessoas alheias à relação cliente-fornecedor para evitar conflitos de interesses. Em geral, eles são realizados por um auditor do Organismo de Certificação. Essas auditorias, dependendo do sucesso, podem levar à certificação. Se a auditoria falhar, a organização em questão pode ser penalizada ou multada.

Assuma o controle de suas ordens de serviço

Com a plataforma nº 1 para digitalizar tarefas

Você pode gostar também

Visite-nos e junte-se à Revolução Digital com DataScope

Aprenda a abandonar o papel hoje mesmo!

Sobre o autor

Sandra Melo
Sandra Melo

Compartilhe Em

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Gostou deste artigo?

Assine nosso boletim informativo e enviaremos conteúdo como este diretamente para o seu e-mail, uma vez por mês com todas as novidades.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.