15 dicas para ter uma gestão de empresas adequada

Tabela de Conteúdos

Reuniões, relatórios, atenção ao cliente, marketing, gerenciar equipes e pessoas…. As operações diárias da empresa podem gerar muitas dores de cabeça. Além disso, hoje em dia é essencial ter um bom plano estratégico para sobreviver a nível empresarial. Do contrário, a tempestade se encarregará de afundar o barco. Como fazer com que o seu negócio dê frutos em 2021? Descubra 15 dicas para ter uma gestão de empresas adequada.

1. Digitalize o seu negócio

As tarefas diárias são minimizadas quando salta ao mundo virtual com a sua empresa. Por exemplo, pode economizar muitas horas em e-mails e reuniões com um CRM que integre os dados de todos os seus clientes e fornecedores, ou com um programa que automatiza as ações de marketing, contabilidade, recursos humanos e outras.

Há ferramentas muito úteis para todas as áreas da empresa:

– Google Drive ou Dropbox para gerenciar documentos compartilhados.

– Zoom, Skype ou Teams para videoconferências.

– Hubspot, Mailchimp, Hootsuite ou Buffer para marketing.

– HappyScribe para adicionar legendas em um vídeo.

– Typeform para fazer formulários online.

– Canva para desenho de anúncios, posts e apresentações.

– Pixabay para encontrar imagens gratuitas.

– Evernote, Trello ou Airtable para trabalhar em equipe.

E muitas ferramentas mais, a maioria delas com opções gratuitas e pagas, de acordo com as demandas e as necessidades do seu negócio.

2. Controle as suas finanças

As finanças do negócio não devem ser revisadas somente quando apareçam números vermelhos, mas sim cada dia do ano. É a forma de evitar desvios inesperados e de aproveitar oportunidades em redução de custos ou maximização de receitas.

Agora, certamente que as ocupações cotidianas não te permitem revisar todo dia os números. Por isso, vai necessitar, na linha de digitalizar seu negócio, contar com um programa de contabilidade que te permita revisar de uma só vez o balanço econômico da sua empresa.

3. Estabelece processos e avaliações 

A gestão de empresas, frequentemente, tem um grande inimigo: a má comunicação interna. Se cada um ter a sua forma de fazer as coisas, pode ser que isso gere um verdadeiro caos e ocasione em incidências e má reputação do seu negócio.

Além disso, os maus entendidos acabam provocando conflitos e desgaste do pessoal que poderiam ser evitados com um bom sistema de trabalho organizado.

As empresas necessitam de processos e avaliações, porque ajudam à coordenação, à delegação e à produtividade no geral.

Isso não significa que você vai se tornar um burocrata, pois às vezes a excessiva papelada e protocolos podem tornar-se ineficientes se não forem flexíveis.

4. Cuide da sua equipe

As pessoas são importantes e o bem-estar e a motivação que tenham serão fundamentais para os resultados. Portanto, quando se trata de ter uma gestão de empresas adequada, não se pode esquecer do capital humano.

– Motive os seus colaboradores.

– Fomente a sua formação contínua.

– Certifique-se de impulsionar um bom clima de trabalho.

– Reconheça e incentive o trabalho bem feito.

– Aprenda a dar feedback construtivo para impulsionar a melhora constante.

– Invista em ambientes de trabalho que facilitem o bem-estar.

5. Defina os objetivos SMART

Se não quer passar o dia apagando incêndios, certifique-se de definir metas que te permitam levar uma gestão proativa do negócio.

Na hora de definir objetivos, lembre-se das siglas SMART do inglês: specific, measurable, attainable, realistic, timely.

Defina objetivos que sejam:

– Específicos

– Mensuráveis

– Alcançáveis

– Realistas

– Definidos no tempo

6. Analise o mercado e a concorrência

O mercado muda constantemente, por isso não deixe de observá-lo e escutá-lo. Você tem em mãos uma grande quantidade de informação valiosa nas redes sociais e sites e em fóruns ou grupos privados de diferentes canais digitais.

7. Aprenda a tirar proveito com a informação do negócio

Os dados são um ativo nas empresas: informação de faturação em anos anteriores, dados de visitas web, o know-how de sua gente…. Incluindo as queixas dos clientes podem ser uma fonte de aprendizagem.

Não deixe de aproveitar nenhum dado que a experiência possa trazer e, assim, o seu negócio será cada vez mais competitivo e adaptável.

8. Gerencie todas as áreas

Cada parte do negócio é importante, e se você descuidar de uma, pode acabar falhando todas as outras. Lembre-se de gerenciar a gestão de todos os aspectos do negócio, desde os recursos humanos até a área das finanças, passando por inventário, treinamento e fidelização de clientes, análise de dados, etc.

9. Tenha presença digital

Não adianta digitalizar o negócio apenas da porta para dentro. É preciso estar na internet. O que aparece no Google quando você busca a sua empresa? Você possui uma página web e está publicando de forma habitual nas principais redes sociais?

Lembre-se que, nos tempos nos quais vivemos hoje, um negócio que não tem as suas redes sociais ativas é como se não existisse. Além disso, atualmente o mundo digital oferece muitas oportunidades no quesito formação e fidelização de clientes.

10. Impulsionar a sua marca é um ativo empresarial

Bem além das ações de marketing que você definir para impulsionar os resultados econômicos do negócio, lembre-se também de cuidar da sua marca corporativa. A reputação da sua empresa será muito afetada se você não cuidar deste ponto.

Não se limite a publicar nas redes sociais promovendo a sua marca, fale de causas nos dias mundiais, envolva-se na solidariedade, sustentabilidade e questões de interesse social. Além disso, certifique-se de gerar uma boa imagem com atenção aos detalhes, atendendo comentários e mensagens nas redes, ouvindo reclamações construtivas e outros.

Por último, lembre-se da importância de moderar resenhas que deixem no Google e nas redes sociais sobre a sua empresa. Por mais que você cuide da gestão da sua empresa a nível financeiro, pode afundar o negócio de receber muitas avaliações destrutivas.

11. Automatize tudo o que puder

A automatização é uma maravilha autêntica para as empresas, porque permite maximizar a rentabilidade. Hoje em dia há soluções tecnológicas para todas as funcionalidades com interface de usuário intuitiva e a custos acessíveis.

Contudo, não abuse muito da automatização, a custa da personalização. A chave é combinar as duas dentro do possível, para que a sua empresa não deixe de oferecer um trato humano.

12. Aprenda com os erros e crise planos de contingência

Ter um índice inevitável de erros por mês em qualquer empresa que funcione bem faz parte da realidade. A chave é cometer erros de forma barata e aprender o quanto antes.

Como mencionado antes, os protocolos são necessários: considere alguns para minimizar os riscos e outros para resolver os problemas quando eles já aparecem. Um bom plano de contingência dentro do prazo pode salvar sua empresa. Além disso, se você aprender e evoluir constantemente, as dificuldades o tornarão mais forte.

13. Otimize recursos

Você pode ter recursos ao seu alcance que não está aproveitando ao máximo que poderia. Portanto, é aconselhável analisar de vez em quando todos os recursos de que você dispõe, para ver se consegue aproveitá-los e utilizá-los melhor.

14. Aplique a FOFA

Também chamada de SWOT em inglês, esta ferramenta de gestão de empresas é realmente potente para analisar o negócio de forma contínua.

Se trata de pôr em cima da mesa todas as:

– Fortalezas

– Oportunidades

– Fraquezas

– Ameaças

A chave é avaliar os aspectos internos e externos, positivos e negativos. Isso te dará uma visão global do negócio para poder agir frente às ameaças e aproveitar as oportunidades, tirando vantagem das fortalezas.

15. Não se esqueça da saúde da sua equipe 

Já mencionamos anteriormente o papel fundamental dos seus trabalhadores para o negócio, preocupando-se com a sua motivação, bem-estar e formação. Porém, não basta você se preocupar com esses aspectos, pois sua saúde é fundamental para a empresa.

 

Em tempos de COVID-19 é especialmente importante que sua empresa tenha todas as medidas de segurança recomendadas pelas autoridades de saúde. Não é só pelo cumprimento da lei, mas também pela solidariedade e por dar uma boa imagem da sua empresa com os seus colaboradores e com o público. 

Conclusão 

Como pode ver, a gestão de empresas adequada é como toda boa arte: requer maestria e dedicação. Resumidamente, não se esqueça dos pontos chave a levar em conta: 

– Digitalize seu negócio

– Controle suas finanças

– Estabeleça processos

– Avalie constantemente

– Motive as pessoas

– Proteja a saúde em tempos de pandemia

– Trabalhe com objetivos SMART

– Aproveite ferramentas de análises como o FOFA

– Estuda a concorrência para aprender

– Não se esqueça de nenhum aspecto do negócio

– Tenha presença digital e cuide da sua reputação

– Automatize sem se descuidar do trato pessoal

– Otimize recursos

Muita sorte com o seu negócio e que você tenha sucesso!

Assuma o controle de suas ordens de serviço

Com a plataforma nº 1 para digitalizar tarefas

Você pode gostar também

Visite-nos e junte-se à Revolução Digital com DataScope

Aprenda a abandonar o papel hoje mesmo!

Sobre o autor

Sandra Melo
Sandra Melo

Compartilhe Em

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Gostou deste artigo?

Assine nosso boletim informativo e enviaremos conteúdo como este diretamente para o seu e-mail, uma vez por mês com todas as novidades.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.